1 de maio de 2024

Presidente do STF e CNJ, ministro Barroso, ouve demandas da magistratura alagoana

Evento idealizado pela AMB, promovido em parceria com a Almagis e o TJAL, reuniu cerca de 80% dos magistrados nesta terça (30)

“Diálogos da Magistratura” foi realizado no hotel Ritz Lagoa da Anta, em Cruz das Almas. Foto: Dicom TJAL

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luís Roberto Barroso, ouviu, nesta terça (30), as demandas de cerca de 80% dos magistrados de Alagoas.

O evento, idealizado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), foi realizado em parceria com a Associação Alagoana de Magistrados (Almagis) e o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL).

O ministro Barroso contou que ficou muito honrado com a quantidade de magistrados que participaram do “Diálogos da Magistratura”, apresentando reivindicações e ouvindo seus projetos à frente do STF e do CNJ.

“Eu costumo dizer que a melhor forma de convencer as pessoas é com os ouvidos, ouvindo-as. Portanto, é uma oportunidade que eu tenho de ouvir os problemas e as ideias, pensar soluções conjuntas para o Judiciário brasileiro”, disse o ministro.

O presidente da Almagis, juiz Hélio Pinheiro, avaliou o evento como histórico para o Judiciário alagoano e destacou o objetivo do programa de aproximar a magistratura, sobretudo a magistratura de base,  a instituições que gerenciam e administram a Justiça, como o STF e o CNJ.

“É um momento ímpar, único, que os magistrados têm de, sem qualquer intermediação, dialogar diretamente com o ministro Barroso, que a partir daí consegue perceber os grandes desafios e problemas que afetam a magistratura brasileira”, disse.

Alagoas foi o segundo lugar do país a receber o projeto “Diálogos da Magistratura” e deve percorrer todos os estados até o final da gestão do presidente do STF e do CNJ.

“Começamos por Curitiba, e Maceió foi a segunda cidade escolhida. É uma iniciativa inédita no Poder Judiciário. Não é um fato tão comum ao longo da nossa história a cúpula do Judiciário ir até o juiz, aquele que está na linha de frente”, disse.

O presidente do TJAL, Fernando Tourinho, reforçou seu apoio à iniciativa da AMB, STF e CNJ e comentou as ações que o Judiciário local já aderiu orientado pela atual gestão das instituições superiores, como o projeto “Descomplicando o Juridiquês”, em que magistrados e servidores explicam expressões e termos técnicos do Direito.

“Precisamos ter esse cuidado e falar a linguagem do cidadão. Com isso nos aproximamos mais da sociedade e prestamos um melhor serviço”, afirmou.

Ministro Barroso foi agraciado com a Comenda Pontes de Miranda. Foto: Dicom TJAL

Comenda Pontes de Miranda

Na ocasião, a Almagis entregou a mais alta honraria da entidade de classe, Comenda Pontes de Miranda, ao ministro Luís Roberto Barroso pelos seus relevantes serviços prestados à sociedade e ao Judiciário brasileiro.

A agenda do ministro Barroso no estado contou com palestra para estudantes da rede pública estadual  sobre “Como fazer a diferença para si próprio, para o Brasil e o mundo”, visita ao TJAL e ao Palácio República dos Palmares.

Robertta Farias
Ascom Almagis

 Confira abaixo as fotos do evento:

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

 

Foto: Dicom TJAL

Foto: Dicom TJAL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *