13 de outubro de 2020

Magistrados alagoanos palestram no I Congresso Virtual do IBDFAM

Juízes Ana Florinda Dantas e Wlademir Paes de Lira falam sobre violência doméstica no evento que começa na próxima quinta-feira (15)

 

 

A juíza Ana Florinda Dantas, da 22ª Vara Cível de Maceió e Vice-Presidente Cultural Pedagógico da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis) e o juiz Wlademir Paes de Lira, da 26ª Vara Cível Família de Maceió, irão ministrar palestras no I Congresso Virtual do IBDFAM: Família, Gênero e Direitos Fundamentais, que vai discutir a violência doméstica e familiar. O evento do Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM, será realizado na quinta-feira (15) e sexta-feira (16) e terá transmissão ao vivo por meio da plataforma Zoom. Os participantes terão certificados de participação.

Os magistrados alagoanos palestram no primeiro dia do evento. Ana Florinda participa do terceiro painel, às 18h45, e vai falar sobre formas de violência doméstica e familiar, em uma perspectiva sistêmica da família. Já Wlademir Paes de Lira irá abordar, às 20h, no quarto painel do dia, a violência doméstica e o impacto nas ações cíveis.

De acordo com uma das organizadoras do congresso, a advogada Adélia Moreira Pessoa, o evento foi idealizado com o objetivo principal de repensar a práxis da comunidade jurídica em face da persistência da violência doméstica na sociedade e de sua grave repercussão na Família.

“Além da conferência de abertura com a Maria Berenice Dias, nossa vice-presidente, e da conferência de encerramento com o presidente Rodrigo da Cunha Pereira, o evento contará com oito painéis, buscando o diálogo interdisciplinar e intersetorial, revelando ações e boas práticas existentes em todos recantos deste imenso Brasil e, assim, contribuindo para a superação dos desafios de enfrentamento à violência doméstica”, destaca Adélia Moreira.

Magistrados de todo o país participam do congresso. Para conferir os temas que serão abordados e realizar a inscrição, basta acessar o site do IBDAFAM.

 

 

 

Com informações do IBDFAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *